top of page

NOTÍCIAS

  • Por Eduardo Freire - Médico Veterinário e jornalista

Vacinas para filhotes: A Importância do Ciclo Inicial de Vacinação!


Imagem sobre a importância do ciclo inicial de vacinação!
Vacinas para filhotes

A vacinação é uma das medidas mais importantes para garantir a saúde e o bem-estar dos filhotes. Nesta matéria, vamos destacar duas vacinas: a V8 (OCTUPLA) e a V10 (DÉCTUPLA), além de abordar informações relevantes sobre o ciclo de vacinação, reforços e outras vacinas recomendadas para a proteção do seu filhote.


VACINA V8 (ÓCTUPLA)

A vacina V8 desempenha um papel vital na proteção dos filhotes contra vários problemas de saúde. Ela oferece imunização contra oito condições graves, incluindo cinomose, hepatite infecciosa canina, adenovírus tipo 2, parainfluenza, parvovírus, coronavírus, leptospirose e bordetella bronchiseptica. Essa vacina é essencial para prevenir doenças e proporcionar uma base sólida de imunidade aos cãezinhos.


VACINA V10 (DÉCTUPLA)

A vacina V10 também é amplamente utilizada na imunização de filhotes. Ela protege contra dez doenças, incluindo as mesmas cobertas pela V8, além de adicionar a proteção contra leptospirose causada por duas cepas não encontradas em países tropicais. É importante ressaltar que, em regiões com clima gelado dos Estados Unidos, onde essas cepas são mais prevalentes, a vacinação contra esse tipo de leptospirose é necessária.


IMPORTANTE SABER

Em países tropicais, a aplicação da V10 é desnecessária, pois ela está associada ao risco maior de choque anafilático, principalmente em filhotes de porte micro ou pequeno. Por outro lado, a vacina V8 apresenta um risco muito menor dessa reação.

O choque anafilático é uma reação alérgica grave e potencialmente fatal que pode ocorrer como resposta à vacinação e seus sintomas podem incluir dificuldade respiratória, inchaço facial, vômitos, diarreia, fraqueza e colapso.


O CICLO INICIAL DAS VACINAS

O início das vacinas geralmente ocorre entre 45 a 55 dias de vida do filhote, levando em consideração seu porte e condições individuais do cãozinho. Durante esse ciclo, é crucial seguir as orientações do médico veterinário.


Após a primeira dose, são necessários reforços com intervalos de 21 a 30 dias, até que o filhote complete o ciclo inicial de vacinação, que consiste em três doses. No entanto, alguns veterinários optam por administrar uma quarta dose como reforço. É importante ressaltar a importância de cumprir todas as etapas do cronograma de vacinação para garantir a eficácia e a proteção adequada ao seu filhote.


OUTRAS VACINAS ESSENCIAIS

Existem outras vacinas essenciais para garantir a proteção completa do filhote. A vacina contra gripe canina desempenha um papel importante na prevenção de infecções respiratórias, proporcionando uma imunidade adicional contra os agentes causadores da doença.


Já a vacina antirrábica é fundamental para protegê-lo contra a raiva, uma doença grave e potencialmente fatal, que também pode ser transmitida para seres humanos. Felizmente os casos de raiva têm diminuído drasticamente no Brasil, quase erradicando a doença.


Lembre-se de que apenas um médico veterinário pode aplicar ou indicar as vacinas adequadas para o seu filhote, levando em consideração fatores como idade, histórico de saúde e ambiente em que ele vive. E a aplicação deve ser feita por esse profissional.


CONSIDERAÇÕES FINAIS

É essencial seguir as orientações e recomendações do médico veterinário de confiança que irá avaliar o perfil de risco do filhote, levando em consideração fatores como idade, raça, histórico médico e porte, para determinar a melhor abordagem de vaciná-lo.


Não deixe de cumprir o cronograma de vacinação e realizar os reforços necessários para garantir uma proteção contínua ao longo da vida do cãozinho, garantindo a proteção contra doenças potencialmente perigosas ao seu amigo de quatro patas.




Por Eduardo Freire - Médico veterinário e jornalista

Cópia apenas mencionando a fonte: www.EuQuerouUmFilhote.com

Comments


Notícias recentes
Arquivo
bottom of page